Aventura (156)


Passageira do uber tarada. ( Fato verídico)

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit

Olá me chamo Tony e vou relatar algo q me aconteceu recentemente e me surpreendeu muito. Pois bem com a chegada do uber no Brasil eu passei a trabalhar pra garantir um extra. Gosto de trabalhar nos fins de semana principalmente a noite,pois os preços são mais altos e sempre dou boas risadas com a galera bêbada. Tenho um ditado comigo q sempre funciona, q diz q homem quando bebe fica valente e mulher quando bebe fica tarada.Vamos ao fato. Estava trabalhando normalmente quando sou solicitado por um passageiro de nome Roberto, chegando no local está ele e uma mulher q por sinal muito linda e atraente, estava com um vestido justíssimo branco um espetáculo. E já comecei a estranhar quando os dois embarcaram ele sentou no banco da frente e ela no de trás, ele disse q por está muito bebado pediu pra deitar o banco pois a viagem seria longa e ele queria dormir. Aceitei de boa e iniciamos a viagem de Copacabana até campo grande no RJ, quem conhece sabe q é longe um ponto do outro. Daí q tudo começou, ele logo dormiu e a Sabrina esse era o nome dela puxou assunto perguntando logo se eu era casado, eu disse q sim pois sou mesmo e ela dizendo q eu a brochei q poderia ter mentido pois ela queria ” brincar”, disse q o fato de eu ser casado não impediria de brincar aí ela perguntou se eu tinha certeza e respondi q sim, ela chegou mais pra frente e começou a beijar meu pescoço com o marido dela apagado no outro banco, enlouqueci perguntei se ela tava louca e ela disse q sim mas q de tesão e aquele corno não iria come- la quando chegasse em casa visto seu estado alcoólico, embarquei na aventura e ela foi me atiçando e tocando punheta até eu arrumar um lugar pra parar q desse pra eu come-la antes de chegar em casa. Conhecedor do RJ sei de várias ruas q dá pra fazer isso, desviei a rota e fui pra ilha do governador numa praia logo na entrada do bairro parei o Carro e descemos sentei ela no capô nem tirei sua roupa a beijei com vontade afastei sua calcinha pro lado pus a camisinha e empurrei a rola de uma vez, ela tava encharcada meu pau é mediano 17,5 mas é bem grosso a cachorra gozou rápido uma atrás da outra q tesão de mulher e quando eu metia e via o corno no banco desmaiado me dava mais tesão ainda. Pra completar coloquei ela debruçada na janela do corno com aquele rabo lindo pra mim soquei no rabo dela e ela com a respiração toda no rosto do corno quando anuncie q iria gozar ela se ajoelhou e pediu pra lambuzar a Cara dela de porra q ela adorava ser feita de puta. Gozei muito na cara dela e fomos embora assim ela toda esporrada até em casa. Mas como nem tudo é perfeito eu perdi o contato dela e não consigo acha-la então se por acaso Sabrina de campo grande esposa do Roberto entre em contato comigo pelo Twitter. Saudades. @toni_safado.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit



Comendo a Coroa Casada

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit
  • Fetiche: Fingindo que é o marido e comendo a coroa casada;

  • Personagens: Coroa 41 anos, Novinho moreno de 23;

  • Características:

    • Coroa casada,

    • Coroa mal comida;

Há muito tempo eu conhecia uma coroa gostosa, loira de uns 41 eu pegava ônibus com ela todo dia, um dia eu sento de ela e ela fala que seu marido não lhe dava mais atenção como antigamente visto que já tinha certa idade.

Ela falou que não se achava tão bonita e eu disse que ela era muito bonita ainda e realmente era.

Eu disse que podia ajuda-la se vestir de maneira que seu marido desse mais atenção.

Ela se propôs de um dia ir ate a casa dela, e foi o que aconteceu.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit



Família Sem Preconceitos – Parte I

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit
  • Fetiche: Observando mãe e pai transando;

  • Personagens: Lucia (Mãe), Pai, Ana (Filha);

  • Características:

    • Seios fartos,

    • Anca grande,

    • Bunda enorme;

Me chamo Ana, hoje tenho 37 anos, sou casada e o que vou contar se passou há exatamente 22 anos e faz parte da minha juventude.

Acreditem que tudo que vi e ouvi naqueles tempos me tornou o que sou hoje. Uma pessoa aberta ao sexo e que sabe aproveita-lo ao máximo.

A principal razão disso tudo não poderia deixar de ser minha mãe: Lucia.

Na época ela já tinha seus quarenta e cinco anos, era uma mulher robusta, de seios fartos e ancas grandes ( para não dizer uma enorme bunda ).

Se ela era motivo de olhares cobiçosos na época eu não fazia ideia e nem tão pouco como aproveitava seu corpo e deixava que outros se aproveitassem dele.

Ela e meu pai eram casados e para mim parecia que formavam um casal feliz. ( o porque eu descobri bem depois) sou filha única e lembro-me como tudo começou.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit



Carona Depois da Balada

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit
  • Fetiche: Carona depois da balada;

  • Personagens: Mauro e Autora;

  • Características:

    • Sexo na carona depois da balada;

Nome do Autor:   Bocão – [email protected]

Bom… as coisas não acontecem por acaso e, depois deste dia, tenho mais certeza disto.
*Resumindo* : foi uma das melhores trepadas que eu já dei.
Eram 02:00 da madruga e eu estava com algumas amigas em um bar na Zona Sul de São Paulo, sentadas na mesa, jogando conversa fora.
Veio um homem interessante, sentou ao meu lado e começou a conversar.
Bebi alguns drinks… e o tom da sua voz me excitava.
Ele falava próximo ao meu ouvido, para que eu escutasse, pois no ambiente em que nós estávamos tinha música ao vivo e o som estava alto.
As minhas amigas resolveram esticar a noite descendo para a praia, porém eu não estava afim.
Até que o Mauro resolveu se oferecer para me deixar em casa… é claro que eu aceitei… pois sentia que aquela carona ia me render uma boa transa.
Depois de mais ou menos 1 hora decidimos ir embora.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit



Comendo a Namorada no Sofá

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit
  • Fetiche: Comendo a Namorada no Sofá;

  • Personagens: Namorado e Namorada;

  • Características:

    • Morena,

    • Cabelos Negros,

    • Cabelos Lustrosos,

    • Seios Médios,

    • Seios Empinados,

    • Bumbum Redondinho,

    • Cintura Fina;

Outro relato de algumas de minhas experiências com minha (ex) namorada.

Só para dar uma ideia do motivo de eu sentir tanto tesão, ela é moreninha, dos cabelos negros e lustrosos, seios médios empinados, bumbum redondinho e cintura fina.

Este aconteceu no último réveillon que passamos juntos na casa dela

Depois que todos já estavam exaustos e foram dormir, ficamos na sala, para conversar, namorar um pouco, sei lá…

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit



A Garçonete Ninfeta Morena Gostosa

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit
  • Fetiche: Comendo a Garçonete Ninfeta Gostosa;

  • Personagens: Garçonete e Mr Língua;

  • Características:

    • Ninfeta,

    • Novinha,

    • Morena,

    • Belas Coxas,

    • Minissaia,

    • Peitos Grandes,

    • Peitos Duros,

    • Corpo Perfeito,

    • 1 metro e 65,

    • Cabelos negros,

    • Cabelos Cheios,

    • Cabelos Compridos;

Vou escrever aqui uma transa que aconteceu no início desse ano e que sempre que posso, repito com alguma garota pois me excita muito!

Tenho 25 anos, eu estava numa festa, a galera dançando, e eu sentei em um pequeno banco do bar e pedi um suco, pois eu não bebo.

Reparei que a garota que trabalha atrás do balcão era uma morena e tanto, depois descobri que tinha 18 anos, mas parecia até ter menos, e eu adoro garotas mais novas.

Ela estava com uma minissaia daquelas, umas coxas e tavam me deixando maluco.

Mas não deixei ela perceber e comecei a puxar papo.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit



SP-42

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit

Não tivemos a oportunidade de nos apresentar a todos os amigos e leitores. 
Formamos um casal há oito anos, nos conhecemos pelo Orkut pelo fato de participarmos do mesmo grupo da rede social. Tudo se iniciou com um “Oi” por parte do Marcelo, após alguns dias um encontro, na semana seguinte estávamos morando juntos e no período de dois meses estávamos oficialmente casados.

Percebia-se que havia muito que explorar e descobrir desta união.

Iremos contar uma das inúmeras façanhas cometidas pelo casal “flaviaemarcelo”.

Outubro de 2008, sexta-feira, estava passando por uma loja do shopping, e imaginei a Flavinha vestindo aquela mini-saia escocesa exposta na vitrine. Não perdi tempo em adquiri-la e imediatamente presenteá-la com outros presentes assim que chegasse em casa.

Sábado, tínhamos um encontro marcado em uma pequena cidade de Minas Gerais, pegamos a estrada logo cedo (14:00 horas), depois de mais uma e de todas as noites delirantes que estivemos juntos.

Fui surpreendido, pelo fato dela ir com a sainha que havia lhe presenteado, embora estivesse calor e ela adorasse se exibir. Gostei da idéia. A imagem de suas pernas e de sua bunda não saíam da minha mente assim como da visão e do tato.

Para completar colocou uma mini-blusa presa por um nó fazendo não só explodir seus peitos como também a admiração de quem a observa-se. Digo isto porque na época tínhamos um conversível e gostávamos de sair pelas estradas nos finais de semana e rodar sem destino.

Naquele dia em especial, logo no posto de gasolina, observei os olhares e em alguns casos uma certa indignação das pessoas pelo audacioso traje da Flavinha. Fomos excepcionalmente bem atendidos e tudo começou a borbulhar na mente quando ela ficou de pé no banco do carro, se apoio no para brisa com a mini-blusa e disse para o rapaz “Por favor, você pode olhar a frente ?”, neste momento um vento levantou pela metade sua sainha, exibindo seu minúsculo fio dental branco, fazendo com que um carro que estava bem atrás dissesse “Olha que pouca vergonha.”.

Naquele momento raiva, tesão, admiração, audácia e prazer tomaram conta de mim. Depois do excepcional atendimento e de tudo que me fez sentir pegamos a Airton Sena, durante o percurso fiquei calado e refletindo do porque daquela cena cinematográfica no posto de gasolina.

Estávamos na SP-42 por volta das 17:00, quando demos conta que estávamos com um dos pneus quase vazio, resolvi parar próximo a um “Bar” que tinha uma grande casa na parte mais alta do terreno.

Flavinha me pediu para buscar algo para ela beber, porem decide colocar em pratica o que me refletir os 230 Km desde São Paulo. Disse a ela “Pode ir, vou trocar o pneu.”. Ela se indignou dizendo que não ficaria bem com aquela roupa, sozinha naquele bar.

Disse a ela que estava a 10 metros de distancias e que ela deveria ser comigo o que era na verdade (as vezes dizemos coisas se arrependendo) e voltei as costas a ela e continuei trocando o pneu. Só ouvi ela dizer “É assim? Esta bem”.
Neste instante vi aquela beldade adentrar pelo estabelecimento, meu intuito era fazê-la se sentir bem consigo mesma nesta relação e consigo mesma.

As cenas a seguir são fatos relatados por mim e por ela. Era um “bar”, mas na verdade nos fundos havia piscina, mesas e cadeiras com coberturas de palha, rústico porem com a coreografia audaciosa da Flavia.
Ela se sentou em uma das mesas e com aquele modelito era impossível não mostrar ou se passar despercebida. Logo em seguida os olhares de três homens se voltaram para ela e nesta hora ela me disse que se lembrou da minha ultima frase.

Flertes, olhares, cobiça e desejo tomaram conta do ambiente. Em alguns minutos os três homens estavam sentados na sua mesa conversando, elogiando-a e a cobiçando.

Sutilmente um deles se ausentou para fechar a porta de madeira do “bar”, porem através da cerca viva era possível se ver tudo que acontecia.

Inesperadamente ela se surpreendeu com a caricia de duas mãos, uma em cada coxa, tentou se esquivar, porem novamente disse se lembrar da minha ultima frase e deixou tudo acontecer, porem dando um toque sutil de um não que é um sim.

O terceiro homem ressurgiu por detrás dela, causando um contato quente em seu pescoço, que quando ela se voltou para ver o que era, se deparou com a rola dele repousada em seu ombro, sentiu o cheiro de sexo naquele momento e delirou.

Em seguida tudo foi rápido, interminável e prazeroso.

Enquanto ela beijava e lambia a rola os outros dois tiraram as roupas e passaram a se revezar diante daqueles lábios vorazes e seu corpo que exalava um perfume inebriante de origem francesa e seu cheiro de fêmea no cio.

Era de meu conhecimento o desejo de Flavinha por três homens ao mesmo tempo, mas presenciar a cena me fazia ter a certeza da mulher dominadora, sexy, envolvente e sedutora que me casei.

Rapidamente ela se sentou de frente para um dos homens, enquanto o segundo não tirava a rola da garganta dela e o terceiro tentou encontrá-la por trás. Não tinha como gritar diante da estocada que ela recebeu no seu belo rabo, com a garganta cheia os abraços em seu corpo, o que pode sentir foi apenas o desejo carnal de anos serem saciado de uma forma consentida e assistida pelo seu marido. Não houve tempo para um revezamento. O que entrou … entrou e somente saiu depois da gozada.

A primeira foi na garganta, derrubando o que não pode ser degustado e caindo em seus peitos. A segunda foi na buceta latejante e encharcada de uma tarde de outubro.

Quando ela viu que o que restava era a terceira, se debruçou sob a mesa e pediu para fodê-la sem dó.

A boca manchada de porra, a buceta pingando porra e o cú sendo deflorado sem um carinho sequer e apenas com o desejo de meter e gozar. O ato restante foi delirante, a fez se sentir mulher, ser desejada e ser possuída desde como imaginava na adolescência.

O gozo explodiu em seu rabo, fazendo o restante escorrer na sua bunda.

Até hoje não compreendi como se recompôs tão rápido e a porta se abriu trazendo para fora um sorriso maroto e ainda mais provocante.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit



Brincando com meninas! A garotinha safadinha

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit

A GAROTINHA SAFADINHA1 PARTE I

Ola! pessoal.
vou contar a vocês mais um relato de minha vida,
eu e minha esposa tivemos um desentendimento e eu sai de casa pra dar um tempo em nossa relação, aluguei um casa no setor próximo e fui morar lá ate as coisa se ajeitarem.
um dia eu estava em um barzinho perto dessa casa alugada, tomando uma cerveja e logo aparece uma menina, morena e muito bonitinha tinha aproximadamente uns 12 anos com seios bem pequenos,uma bela bundinha e muito comunicativa, ficamos conversando por um bom tempo, ofereci um lanche e refrigerante e ela aceitou e continuamos a conversa.
perguntei onde morava, se estudava dentre outras coisas, ela me respondia o que eu lhe perguntava. – ela me disse que morava perto dali com sua mãe, pois não tinha pai e que estudava no período da tarde em uma escola perto. me perguntou onde eu morava, mostrei a casa e ela falou: passo todo dia na porta de sua casa quando vou e volto da escola.
ja estava ficando tarde resolvi ir embora, me despedi da menina e foi pra casa. no dia seguinte cheguei do trabalho por das 16:30hs, entrei com o carro e foi fechar o portão, quando vem passando essa menina, seu nome era thais,me disse: oi! se lembra de mim, disse que sim e como vai! -ela! vou bem! estou vindo da escola, então é aqui que você mora? sim é aqui mesmo! – ela! vc vai no bar hoje? disse: hoje vou ficar em casa, tenho coisa pra fazer. ela foi saindo e falou, mais tarde passo aqui ok! …ok!
abri uma cerveja e fui fazer minhas coisas,logo ouso bater no portão, ao abrir quem vejo, a thais novamente usando uma mini-sai,blusinha e estava sozinha. chamei-a para entrar,ela entrou, ofereci refrigerante, ela aceito e eu perguntei! você não tem medo de vir na minha casa, pois moro sozinho. – respondeu-me: você não é um bicho e não vai comer, não! não tenho medo!
respondi a ela, não sou bicho mesmo, mas talvez posso te comer gostoso, eu já estava excitado olhando para seu corpinho, como sempre eu fico em casa só de calção de dormir e sem cueca, continuei lavando o tapete quando me abaixo pra pegar o tapete meu cacete ficou pra fora e eu não ta nem ai. – ela falou, nossa! voce ta sem cueca e seu pau ta todo de fora, me levantei e fui pra sala me sentei no sofa ouvindo musica.
logo ela entra e sente de frente no outro sofá e olhando para meu cacete que tava de fora, perguntei a ela gostou de olhar minha rola não foi! – ela disse:gostei, entao falei pra ela agora quero ver sua xaninha, você me mostra ela, ela tirou a roupa e ficou peladinha e eu vendo seu corpinho bonito e uma pequenina xoxota. logo eu estava do lado dela e alisando sua bocetinha não conversei muito e ja fui deitando ela no sofa e comecei a chupar sua xaninha.
abri saus pernas e cai de lingua, chupando e dando mordidinha,enfia a lingua na portinha de sua xana e no seu rabinho e sugava seu grilinho! ha! como tava gostoso brincar com ela, ela se erguia, se contorcia, gemia. meu cacete ja estava muito dura, fiquei batendo punhete na sua bocetinha, passava o pau pra baixo e pra cima, e pedi pra ela chupar minha rola, fiquei de pe e la começou a mamar no cacete chupando muito e bem forte, parecia que ela ja sabia o que estava fazendo.
ela chupava deliciosamente, e eu vendo meu cacete entrando e saindo de sua boquinha, estava muito excitado com muito tesão, não aguentei e segurei sua cabeça bem forte e gozei tudo em sua boca, ela era muito safada que engoliu toda minha porra e dizia que estava quentinha e gostoso e contunuo mamando no meu pau, com aquela chupada meu pau começou a dar sinal de vida e eu voltei a chupar sua xaninha e cuzunho me deliciando com o sabor de thais que era uma moreninha muito gostosinha e bonita.
quando passei a lingua no seu rabinho ela se arepio todinha,foi ai que eu percebi que poderia enterrar no seu cozinho tambem,pois ele se abria e fechava de tesão.mas eu queria explorar mais um pouco aquele corpinho gostosinho, continuie chupando e mordendo sua xaninha, notei que ela estava quase gozando e parei deitei ela e abri sua pernas bem abertas, ajeitei meu cacete na portinha da xana e forcei forte entrando a cabeça, e ela começou a gemer e dar uns gritinhos de tesao.
fiquei bombando devagar e ela gemendo alto, direpente ela segura na minha bunda e me puxa fazendo meu cacete entrar tudo. parecia que ela estava loca de tesão , se mexia rebolava e gritava! – ah! que gostoso, enfia mais, soca tudo, me rasca toda, me fode mais, que pica deliciosa minha xaninha ta adorando ser arrombada! vai! vai! fode mais. logo ela deu um grito alto, to gozando! gozei! gozei! nesse momento a sensação e o tesão falo mais alto.
ela ficou de quatro e fui massageando seu cuzinho, passava meu cacete no seu rabinho quentinho e começei a empurrar, segurei na sua cintura e fui empurando e meu pau foi entrando no seu rabo, ai que ela gritava mais alto, – quero gozar no seu cacete novamente soca tudo arromba meu cuzinho com seu cacetao gostoso!.. eu tirava do cuzinho e colocava na bocetinho e vise versa, e eu estava me deliciando com aquilo tudo.
soquei bastante meu pau na thaiz e com algumas estocadas,e ouvindo seus gritos ja estava querendo gozar, segurei ela forte e paraecia que meu cacete estava inchado dentro do seu rabo e acabei gozando e enchendo seu rabo de pora, e ela veio me chupar limpando toda a pora que estava no cacete, foi uma delicia e ficamos ali so curtindo aquele momento, um chupando o outra e foi uma tarde muito gostosa que eu quero repetir sempre.
fomos pro banho, depois ficamos conversando um pouco e ela disse que iria embora mas que voltaria outro dia para nos brincarmos novamente.
as nossas brincadeiras continuaram, tempos depois ela aparece em casa com mais duas meninas, mas isso e outro historia! na proxima oportunidade eu conto como foi mais uma brincadeiras com as meninas.
espero que tenham gostado e ate a proxima. tchau!!!!
MENINAS, EU ADORO VER CONTOS OU FATOS VERIDICOS DE INCESTO OU TRANSA COM GAROTINHAS, VOU A LOUCURA COM ESTAS FANTASIAS: FILHA DANDO PARA O PAI,TIO COMENDO SOBRINHAS, ETC. ENTAO GOSTARIA QUE VOCÊ QUE É NOVINHA E JÁ TIVERAM OU NÃO, UM RELACIONAMENTO OU QUEIRA CONHECER, VAMOS BATER UM PAPO SAFADO, EU ADORARIA CONTAR OS MEUS E SABER O DE VOCÊ.
GOSTARIA DE UM PAPO SAFADINHO, MAS QUE SERA UM SEGREDO ENTRE NOS, VOCÊ PODE CHAMAR SUA IRMÃ,PRIMA,VIZINHA, QUEM QUISER MAS TEM QUE SER MENINAS E NOVINHAS, EU GOSTO MUITO NINFETINHAS SAFADINHAS E SAPECAS.
MEU APELIDO É “DINHO” ADORORO MENININHAS COM BUCETINHAS PEQUENA E APERTADINHAS, QUE GOSTE DE COROA COMO EU, EU NÃO SO GOSTO DE PEITINHOS COMO ADORO UMA MENINA SAFADINHA SE EXPONDO PARA MIM, ENTRE EM CONTATO COMIGO:
[email protected]

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit



Brincando com meninas! Kety e Thaynara

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit

BRINCANDO COM AS MENINAS
como já relatei anteriormente, tenho muito tesão por garotinhas ….. no ano de 2005, comprei um lote em um setor,na cidade de Goiânia. e logo comecei a construir , pois pagava aluguel. Minha casa já estava pronta, eu e minha esposa nos mudamos.
Eu trabalhava no periodo vespertino ate as 00:00 e minha esposa durante o dia, nos dias seguintes notei que na casa vizinha tinha tres meninas todas irmãs e conversando com alas, perguntei a idade delas e me disseram que uma tinha 11 anos e as duas gemeas tinha 10 aninhos. Elas eram moreninhas mais pra cor negra mas muito bonitas, a mais velha já tinha peitinhos pequenos,bundinha arrebitada e as outras ja estavam começando a formar o corpo. Ja apontava peitinhos no tamanho de tomates cerejas, corpo magro, mas bundinhas durinhas. Tem um ditado que dz: que toda menina é curiosa, pois bem, na realidade todas elas eram bastante curiosas.
elas estudavam no periodo matutino,chegando as 12:00 em casa todos os dias, como eu não tinha feito o muro no lote,alas quando me viam, vinham ate a area de minha casa conversar comigo, me chamando para brincar com elas. A mais velha se chama KATY e era a mais sapeca de todas, vivia mexendo nos meus livros, revistas e dvds que eu tinha. Logo ela encontrou um que tinha pornografia com capa e fotos, e me perguntou
-por que você gosta de ver isso?
-eu disse! por que é muito gostoso.
-e ela! eu nunca vi um negocio desse de perto, e me apontando para o pau do homem na foto.
– eu falei! que um dia eu iria mostrar a ela, ela sorriu e me chamou de bobo.
Ressolvi me sertificar de sua curiosidade, e sempre fico em casa de bermudas e sem cuecas, todos os dia quando ela chegava da escola ia direto para minha casa, logo pus em pratica minha intenção, chamava elas para jogar cartas, e sentamos no chão da area, ela ficava de frente para mim e as outras frente a frente. A KETY sempre usava saia curtinha que dava pra ver sua calcinha.
Na hora do jogo abri minhas pernas do jeito que dava pra ver todo meu pau, percebi que ela ficava inquieta olhando para meu cacete e as outras nem notaram o que acontecia, direpente uma delas percebeu seu nome é THAINARA, e ela tambem começou a se agitar, mas sem que a outra gemea descofiase, segundo KETY E THAINARA, a irmã era muito fofoqueira. Terminamos o jogo eu fui descansar, não demorou muito tempo la estava KETY e THAINARA novamente me chamndo, topei na hora, quando notei que THAINARA estava tambem de saia, pois ela não tinha costume de usar e percebi que as duas estavam sem calcinhas .
Fomos pra sala jogar, as duas sentam de frente para mim, quando olhei vi duas bucetinhas lindas e ja fiquei de pau duro e nem me preocupava, e elas ficaram o tempo todo de pernas abertas para eu ver e as vezes passavam a mão na xoxotinha, fiquei louco vendo aquela cena e logo pus o pau pra fora e THAINARA disse: que pinto grande e grosso"nossa".
Ai KATY,abriu sua bocetinha e disse: será que cabe nessa xaninha esse pau grande! eu disse cabe sim é só você deixar e ela! não! não! vai doer muito,mas eu posso pegar nele _ disse que sim e ela foi logo segurando com força, e a THAYNARA tambem vio pegar, e eu já estava alizando a xoxotinha delas. A THAYNARA tinha a bucetinha muito pequena e meu dedo não entrava, já na KETY era um pouco maior e tinha um grilinho bem grande e meu dedo estava todo dentro de sua xoxota.
Ditei no sofá e pedi pra elas que mamasse no meu pau, assim ela começaram a chupar; – oh! mas que delicia de boca, como meu pau era grande e grosso para as duas, ficaram mamando so na cabeça e eu não aguentando mais passei a mão na cabeça da KETY e forcei bem forte e meu pau entrou ate a metade na boca dela, e eu ja tava chupando a bocetinha pequena de THAYNARA que se contorcia e gemia baixo e dizendo para fazer menos barulho para a vó não escutar.
Deitei- as no sofá de pernas abertas e fui chupando e tocando siririca na KETY, foi então que percebi que ela já aguentava ser penetrada. THAYNARA se pos de joelhos e mamava na pica como se ja fosse experiente, já não aguentando mais a rola estava muito dura e vermalha, senti que iria gozar, coloquei na boca de KETY e segurei forte e o jato de porra encheu a boca dela e eu a fiz engolir tudo.
Agora era a vez gozarem, voltei a chupar as duas e mordia de leve nas xoxotas e no grilinhos delas, as duas começaram a gemer mais alto e KETY dizia que iria gozar, ela se erguia e gemia ; direpente escutei um grito : AH! GOZEI…. passei a bolinar THAYNARA da mesma forma como ela tinha a xoxotinha minuscula , chupei tanto que ela j´ estava ficando vermelha e inchada, foi quando ela segurou na minha cabeça e deu em gemido bem alto.. "AH! gozei na sua boca".
Aquele momento foi maravilhoso e ficamos so nessa parte, não houve penetração, mas foi uma tarde muito gostosa e com muito tessão. no proximo relato conto como transei com as meninas, só que foi uma de cada vez " AH! QUE DELICIA FOI ESTAS BRINCADEIRAS.

MENINAS, EU ADORO VER CONTOS OU FATOS VERIDICOS DE INCESTO OU TRANSA COM GAROTINHAS, VOU A LOUCURA COM ESTAS FANTASIAS: FILHA DANDO PARA O PAI,TIO COMENDO SOBRINHAS, ETC. ENTAO GOSTARIA QUE VOCÊ QUE É NOVINHA E JÁ TIVERAM OU NÃO, UM RELACIONAMENTO OU QUEIRA CONHECER, VAMOS BATER UM PAPO SAFADO, EU ADORARIA CONTAR OS MEUS E SABER O DE VOCÊ.
GOSTARIA DE UM PAPO SAFADINHO, MAS QUE SERA UM SEGREDO ENTRE NOS, VOCÊ PODE CHAMAR SUA IRMÃ,PRIMA,VIZINHA, QUEM QUISER MAS TEM QUE SER MENINAS E NOVINHAS, EU GOSTO MUITO NINFETINHAS SAFADINHAS E SAPECAS.
MEU APELIDO É “DINHO” ADORORO MENININHAS COM BUCETINHAS PEQUENA E APERTADINHAS, QUE GOSTE DE COROA COMO EU, EU NÃO SO GOSTO DE PEITINHOS COMO ADORO UMA MENINA SAFADINHA SE EXPONDO PARA MIM, ENTRE EM CONTATO COMIGO:
[email protected]

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit



Kiara – Brincando gostoso com você minha leitora!

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit

Olá minha doce leitora. Como você está louca e cheia de tesão aí do outro lado da tela, querendo fuder gostoso, a sua amiga íntima Kiara está aqui bem gostosa para fuder com você, estou em casa só de calcinha, bem putinha e safadinha. Com os seios durinhos e o grelinho bem inchadinho, gostoso e meladinho. Estou aqui todinha tesudinha para você. Vem para os meus braços, conhecer o meu íntimo por completo.

Vamos começar beijando gostoso na boca, um beijo molhadinho e saboroso, onde nossas línguas se encontram gostoso dentro de nossas bocas sedentas de tesão, nossas mãos começam a deslizar no corpo uma da outra e vamos nos explorando e nos despindo por completa. Já totalmente nuazinhas e peladinhas, levo você pro meu sofá, onde eu sentadinha, você senta gostoso no meu colinho com as pernas abertinhas e vamos continuar beijando gostoso de língua.

Começo a tocar gostoso nos seus seios, que estão com os biquinhos durinhos de tesão, pedindo para serem mamados, nesse momento começo a passar a minha linguinha nos biquinhos dos seus seios e chupando eles por completo, colocando seu peitinho todinho dentro da minha boca, vou sugando gostoso e passando a linguinha no biquinho. Ao mesmo tempo vou passando o meu dedinho gostoso nos lábios da sua bucetinha, e penetrando sua bucetinha bem gostoso com o meu dedo, te enchendo todinha por completa de tesão. Vou mamando gostoso nos seus seios até você ter o seu primeiro orgasmo bem gostoso, gozando tudinho no meu dedinho que está penetradinho na sua bucetinha.
Já cheia de tesão levo você para a cama, coloco você deitadinha na cama com as pernas bem abertinhas e começo a lamber gostoso a sua bucetinha, lambendo todo o seu melzinho gostoso, passando a linguinha na entradinha e no grelo já bem durinho, vou chupando seu grelinho e metendo gostoso um dedinho dentro da sua buceta, vou mamando até você gozar gostoso pela segunda vez, agora bem gostoso na minha boca.

Agora é sua vez de chupar gostoso os meus peitinhos, vem amiga, mama gostoso os peitinhos da sua amiga íntima Kiara, vem? Chupa gostoso os biquinhos e engole meus seios todinhos, vem? Quero gozar com você mamando meus seios e me fudendo com o seu dedinho, mete gostoso esse seu dedinho bem gostoso na minha bucetinha, mete? Ahhhhh tô gozando gostoso pra você meu docinho gostoso, uhhhh que delicia. Vem agora mamar gostoso na minha bucetinha, vem? Passa a sua linguinha gostosa no meu grelinho, mama a entradinha dela que está todinha meladinha do meu gozo, tá sentindo o meu grelinho durinho e inchadinho de tesão? Uhhhh mama mais amiga, que eu vou gozar gostoso na sua boquinha fofa… ahhhhh tô gozando novamente amiga, que boquinha gostosa, que linguinha tesuda você tem, uhhhhh gozei bem gostoso na sua boquinha.

Vamos agora fuder bem gostoso com um consolo de duas pontas, vem? Nesse momento ficamos sentadas na cama, com as pernas abertinhas uma entrelaçada na outra, eu vou penetrando gostoso o consolo na sua bucetinha e você vai penetrando na minha, juntos vamos fazendo movimentos de vai-e-vem bem gostoso uma comendo a bucetinha da outra, nesse momento vamos nos abraçar gostoso beijando na boca e metendo gostoso com movimentos deliciosos, até gozarmos deliciosamente juntinhas, com o consolo todinho dentro de nossas bucetinhas, e nossas bucetinhas encostadinha uma na outra. Uhhhh tô gozando gostoso metendo com você amiga… que delicia que é gozar metendo com você.

Uhhhh amiga, adorei gozar gostoso fudendo com você, vem fuder comigo, vem? Estou aqui meladinha e com a buceta todinha abertinha pra você me fuder, vem?

Se alguma mulher quiser trocar experiências e saber mais sobre mim me escrevam e se tiver alguma garota que tenha também iniciado a sua vida sexual com o primo, adoraria trocar mails.

Me escrevam: [email protected]
Meu Face: www.facebook.com/kiara.murakami.7

Beijos com carinho Kiara!

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit