Comendo a Namorada no Sofá

  • Fetiche: Comendo a Namorada no Sofá;

  • Personagens: Namorado e Namorada;

  • Características:

    • Morena,

    • Cabelos Negros,

    • Cabelos Lustrosos,

    • Seios Médios,

    • Seios Empinados,

    • Bumbum Redondinho,

    • Cintura Fina;

Outro relato de algumas de minhas experiências com minha (ex) namorada.

Só para dar uma ideia do motivo de eu sentir tanto tesão, ela é moreninha, dos cabelos negros e lustrosos, seios médios empinados, bumbum redondinho e cintura fina.

Este aconteceu no último réveillon que passamos juntos na casa dela

Depois que todos já estavam exaustos e foram dormir, ficamos na sala, para conversar, namorar um pouco, sei lá…

Depois dos carinhos normais entre nós, beijinhos, cafunés e coisas assim, eu já estava completamente excitado.

Ela sentindo meu estado, tirou o pequenino do short e começou a chupá-lo.

Ah, como ela faz isso bem.

Sua boquinha pequena e carnuda sempre me fez ir ao delírio.

Eu já estava quase gozando quando ouvimos um barulho.

Era o irmão dela indo ao banheiro.

Nós nos recompomos rapidamente.

Quando ele voltou para o quarto, eu me ajoelhei na sua frente, ela ainda sentada no sofá, com as pernas abertas, eu tirei sua calcinha e comecei a chupar aquela xaninha deliciosa e cheirosa.

Fui mordiscando as coxas, a barriga, me atendo apenas nos arredores, fazendo com que ela ficasse cada vez mais molhadinha.

Então caí de boca naquele manjar dos deuses.

Passando minha língua no grelinho, ora chupando, ora dando mordidinhas.

Fiquei nessa brincadeira por algum tempo, até que ela gozou gostoso na minha boca.

Enquanto ela tomava fôlego, fui até o quarto e peguei um preservativo.

Quando voltei, ela estava deitada no sofá, com as pernas um pouco abertas, deixando ver aquele tufo de pelos negros e brilhantes.

Não resisti, deu mais uma chupada, coloquei a camisinha e me deitei entre suas pernas.

Fiquei brincando na portinha, sem penetrar, ouvindo os gemidinhos dela.

Que delicia aquela boquinha carnuda beijando meu ouvido enquanto dava gemidos reprimidos. Afinal, os pais dela estavam a menos de 5 metros dali.

Então comecei a penetrá-la ao que ela começou a se mexer, rebolando gostoso e agasalhando-me todinho dentro dela.

Começamos a nos movimentar com mais velocidade, eu fazendo movimentos de vai e vem enquanto ela rebolava, até que não resisti e gozei…

Depois disso, ainda nos beijamos por um bom tempo e então fomos dormir.

Essa foi apenas uma das experiências que aquele sofá presenciou.

Ainda bem que ele é discreto e não contou nada a ninguém.

Caso vc queria entrar em contato, pode ser que possamos dar algumas historias para que seus moveis guardem como segredo. Diga aí nos comentários.




Nenhum comentário


Você pode deixar o primeiro : )



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Humano? * Tempo limite excedido