Família Sem Preconceitos – Parte III

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit
  • Fetiche: Observando mãe e pai transando – Parte III;

  • Personagens: Lucia (Mãe), Pai, Ana (Filha), Pedro e Marta;

  • Características:

    • Seios fartos,

    • Anca grande,

    • Bunda enorme;

Para quem vem acompanhando meus relatos, vou continuar descrevendo como eu: Ana, descobri na infância meu gosto pelo voyeurismo.

Principalmente ouvindo meus pais transarem como eu fazia escondida no banheiro, aonde as paredes eram mais finas e eu podia me masturbar também.

Não preciso dizer que aquilo estava virando uma obsessão e eu não conseguia parar de imaginar como seria vê-los foder ao vivo.

Era o que eu mais queria…

Certa noite consegui muito mais do que imaginava e e isso que vou relatar agora: era uma noite de sábado e fui tocada cedo para a cama com a desculpa que um casal de amigos veria nos visitar.

Eram Pedro e Marta que eu já conhecia.

Pedro devia ter uns quarenta e poucos anos e marta em torno de trinta.

Ela estava gravida, sexto ou sétimo mês de gravides e se tornara uma senhora loura e redondinha.

Meio a contragosto lá pelas dez da noite fui para meu quarto.

Não sei porque no entanto acho que lá pelas duas da madrugada não conseguindo dormir resolvi descer.

Me espantei quando descobri que não havia ninguém na casa…

pelo menos não aonde eu estava, pois quando comecei a procurar por todo mundo ouvi vozes que vinham da garagem… (nossa garagem era fechada e a porta da lavanderia dava para ela).

Abri lentamente a porta e espiei… Que espetáculo!

Ali estavam papai e Pedro sentados no chão sobre um colchão (que havia sido arrastado para lá) e no meio marta com as tetas de fora do vestido sendo apalpada pelos dois…que vagabunda!

Mesmo gravida …eu não acreditava…e o pior: mamãe um pouco mais adiante dançava para os três…

Ela já nua e se mostrando… Eu não podia acreditar… principalmente quando marta a incentiva dizendo:

Vai putinha mostra a boceta para nos mostra!

Olha Pedro, olha que boceta gostosa…

Aposto que você quer chupa-la, não quer?

Só se você der a sua para a gente chupar querida.

Papai que já estava com seu cacete fora da calça e volta e meia beijava o pescoço de marta concordou:

Isso Pedro da uma boa chupada nela…

Enquanto isso eu vou me divertir…

O divertir dele foi encostar minha mãe na parede e socar aquela tora na sua boceta.

Finalmente eu pude vê-los no ato.

Que coisa mais excitante.

Meu pai metendo na minha mãe de pé e segurando-a pela cintura, enquanto o amigo lambia a boceta da esposa.

Minha mãe gemia tão alto que parecia que ia explodir:

Me fode seu cretino…

Me arrebenta…

Soca! Soca na boceta!

Papai dizia:

Vagabunda! Puta!

Você gosta não é mesmo?

Diz que gosta de levar pau sua cadela…

E mamãe respondia:

Eu adoro! Adoro!

Enquanto isso, Pedro já havia deitado a mulher barriguda no chão e metia na sua boceta sem do.

E eu???

Bom…eu já estava com os dedos a muito tempo enfiados na minha xota.

Quem não teria feito o mesmo?

A cena era tão fantástica que parecia saída de um filme pornô dos mais pervertidos…

Mas o melhor estava por vir ainda…

 

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit



Nenhum comentário


Você pode deixar o primeiro : )



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Humano? * Tempo limite excedido