Família Sem Preconceitos – Parte IV

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit
  • Fetiche: Observando mãe e pai transando – Parte IV;

  • Personagens: Lucia (Mãe), Pai, Ana (Filha), Marta e Pedro;

  • Características:

    • Seios fartos,

    • Anca grande,

    • Bunda enorme;

Sinto por ter interrompido meu último relato, mas não sou de ferro e quando começo a me lembrar daqueles dias…uau… Sou obrigada a enfiar meu dedo na boceta e na frente do meu computador mesmo tocar aquela siririca!

Hoje não vai ser diferente, já estou toda molhada.

Quando parei a ultima vez, meu pai estava socando com vontade na buceta da puta da minha mãezinha enquanto sua amiga gravida (a vaca da marta) levava ferro do marido.

Bom a coisa não parou por ai… Mamãe ainda levou no cu para meu deleite, enquanto meu pai a segurava pelos cabelos e a fazia se curvar ate o chão.

Ela delirava:

Enfia…

Enfia até as bolas…

Arrebenta meu rabo!

Pedro metendo na mulher estava hipnotizado:

Olha bemzinho…

A cachorra da tua amiga tá gozando pelo cu.

Então eu também quero! Disse marta.

Quando o cacete de Pedro afundou na sua mulher ela gritou e gemeu.

Mais…

Tudo…

Nossa como é grande.

Meus pais saíram de onde estavam e mamãe ja foi se aproximando do casal e dizendo:

Você já tem leitinho marta?

Lucia, mete a boca na minha teta e mama!

Minha mãe não se fez de rogada e se ajoelhou apanhando as tetas enormes da amiga (inchadas e escuras. – Que vaca! Olha como ela chupa…, disse Pedro.

Papai se curvando para olhar melhor parecia tocar punheta vendo a mulher mamar na amiga gravida.

Eu por minha vez já não aguentava mais.

Já havia gozado mais de duas vezes e já tinha socado os dedos na boceta, no cu e chupado meu liquido…

Estava saciada.

Foi assim que sai dali…

Molhada e satisfeita!

Mas eu ainda saberia o resto da historia…

Dois ou três dias depois procurando calcinhas no armário de minha mãe encontrei um caderno grande, que nas primeiras paginas se revelou ser o seu diário…

Que diário!

Basta que depois de tê-lo lido descobri o lado mais perverso de meus pais…

Eu vou contar…

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit



Nenhum comentário


Você pode deixar o primeiro : )



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Humano? * Tempo limite excedido