contos eróticos (3)


Hélia: a Menina da Associação

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit

Na cidade onde e moro alguns políticos mantêm associações médicas, sem fins lucrativos que funcionam como ambulatório para a população carente. Lá eles encontram várias especialidades médicas e recebem encaminhamento para fazerem exames clínicos com um preço mais em conta.

Na última eleição para vereador e prefeito, fui procurado por um destes políticos que queriam nos contratar para fazer a sua campanha já que ele era candidato a prefeito. A associação dele era famosa pela quantidade de mulheres bonitas que trabalhavam lá, inclusive rendendo alguns comentários maldosos em relação ao candidato.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit



Gordinha safada

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit

Olá, me chamo Rafael. tenho namorada, mas não costumo ser um cara infiel. em uma época que o relacionamento não ia bem, eu estava começando a conversar com uma garota meio gordinha, com pernas grossas e gostosas, peitos grandes. ela tinha uma pele delicada e bem clara. finalmente nós marcamos para ela fazer uma visitinha aqui em cara rsrs, supostamente para assistir um filme.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit



Troquei meu namorado pela irmã dele

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit

Às vezes você se apaixona por alguém loucamente. E chega um momento fatídico em que descobre que essa pessoa não era exatamente quem você pensava. Foi isso que aconteceu, foi assim que eu troquei ele por ela.

Fomos para uma festa para qual eu nem queria ir, com gente estranha e muita bebida. Eu preferia ter ficado em casa, assistindo filme, comendo besteira… E vou ser sincera, queria dar loucamente. Mas ele queria sair e socializar, e beber seu “uisquinho”, falar do novo job que ia pagar pra caramba. A única coisa que ele usou como consolo é de que a irmã dele, a Cami, estaria lá e poderia me fazer companhia.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on TumblrShare on Reddit